O Secretário-Geral do PSD-Madeira assina um comunicado onde acusa a Câmara do Funchal (CMF) de “tentar enganar a opinião pública com um conjunto de mentiras” a propósito da dívida da autarquia funchalense à ARM – Águas e Resíduos da Madeira pela recolha dos resíduos sólidos.

Rui Abreu aponta a notícia feita por “fonte próxima e anónima da autarquia” com “acesso privilegiado a cheques, a fotocopiadora e a talões de depósito”, como uma “tentativa infantil de desviar as atenções”, mostrando, com esses mesmos documentos, “a existência de uma dívida inusitada relativa à recolha dos resíduos sólidos”.

Acusa, por isso, a Câmara do Funchal de não “honrar o acordo que fez com a ARM, não cumprir com as ordens do Tribunal, colocar em causa o fornecimento dos serviços da ARM aos outros concelhos da Região e cobrar dinheiro aos funchalenses que depois não usa para pagar a quem lhe fornece os serviços”.

Sem saber para onde vai o dinheiro das finanças camarárias, diz que “para pagar o serviço, está mais que visto que não é” e relembrou, a propósito do pedido do PS, que a presença do presidente do governo na Assembleia Legislativa Regional “é uma realidade de periodicidade mensal consagrada pelo PSD e esquecendo-se que quem se recusa ir à ALM é o presidente da CMF, mesmo quando convocado para o efeito e mesmo quando uma tragédia que vitimou 13 pessoas exigia outro comportamento”.

Rui Abreu termina com uma questão: “quem não respeita uma simples ordem do tribunal, como é que podia respeitar a casa da Democracia e da Autonomia madeirense? Ou respeitar tudo o resto?”

Loading...
DIVULGAR SITE NA INTERNET
International Exhibitions
shemale transsex pornstar escort
Dentistry
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!

This Website is Protect and Copyright ©

MDlabs Malicious url block
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE